-->

Direitos Autorais

Seja bem vindo(a)!

"Dentro de vinte anos,você lamentará mais as coisas que não fez,do que as coisas feitas. Por isso, solte as amarras e abandone o porto seguro."

Fornecedores de Idéias

Poucos como este

Poucos como este
POUCOS COMO ESTE!!!!!

O homem inatingível !!!!

segunda-feira, abril 26, 2010

Menos um dia



Dia e noite nesse emaranhado confuso.

Confusões e conflitos
Criações e confusões.

Penso no infinito instante que esse tormento vai acabar.
Num dia esta tudo lindo
No outro nem mesmo o dia penso ver.

A cada dia sinto que é menos um

Menos um dia de solidão
Menos um dia de frio
Menos um dia de espaços vazios e lacunas abertas.
Meus amigos eu não os vejo mais.
Quem acredita na amizade.
Isso é coisa incomum na minha vida.

A família está tão longe agora

Que não podem me segurar nesse abismo.
Que estou prestes a cair
Nesse emaranhado de confusões, emoções e conflitos.

Meu amado, ah o meu amado...

Falamos-nos todos os dias,
Mas sinto que não é o bastante
Para uma mulher insaciável como eu.
É sempre impossível se conseguir suprir.

Com um carinho que não posso sentir.
Com palavras que não se ouvem.
Com poemas que suspiro nesse vazio.

O tempo passa...
Eu já não sei mais quem sou.
Não sei mais o que vim buscar.
E se realmente vale a pena continuar.

Tudo se confunde nessa minha mente
Com infinitos sonhos, realidades, ilusões, conclusões.
De uma vida que foi mudada pelo destino,
Consumida pelo incerto,
Construída com o querer cada vez mais forte.

Nesse conflito vejo pessoas queridas partindo.
Sei que estarão indo para um lugar melhor,
Mas mesmo assim é difícil aceitar essa condição.
De um não que é real, como não poder vê-las.
Não poder mais conviver com a sua humilde pessoa.
Não poder impedir a única condição humana
Em que só se sabe que todos passaremos um dia.
Mas não sabendo como será.
E muito menos quando.

Mas até lá penso, reflito.
E continuo vivendo sem as respostas.
Mas sabendo que tem alguém que me ama.
Mesmo longe, como ele mesmo diz.
Contudo sei que ele fará desse nosso amor
Um sentimento único e verdadeiro.
Até que não seja mais possível para ambos.


 
Cecília Brito (25/04/2010)

2 comentários:

  1. Bem bacana,
    Eu sei e sinto que o amor existe!!! :)
    Fique com Deus

    Eduardo Reis

    ResponderExcluir